News Update :
Home » » Ecopolítica, solução para desenvolvimento correto

Ecopolítica, solução para desenvolvimento correto

Associação Cooperativista defende Pátria com:
Civismo, Cidadania, Liberdade Econômica e Ecodemocracia!

O Brasil possui várias formas associativas, conforme os  Códigos Civil e Comercial, porém, uma específica para driblar dificuldades, sob o novo ciclo econômico, e propiciar civismo, cidadania, liberdade econômica, ecodemocracia, além de  responsabilidade sócio-ambiental  e atender  reivindicações comunitárias, somente esta projetada pela Ame Fundação Mundial de Ecologia, após 40 anos de estudos e pesquisas, se oferece à população brasileira.
Há uma infinidade de associações de lojistas/usuários, nos principais shopping centers do país, com objetivos apenas dirigidos à satisfação dos consumidores, enquanto fidelizados. Nada além de uma retórica pitoresca!
Entendem economistas mais avançados que uma associação cooperativista, sob o novo ciclo econômico, poderá secundar ações comunitárias de amplo espectro e proporcionar ganhos com o fim de estabelecer satisfação de grupos sociais, quer em qualidade de vida, como freando o sinistro avanço da violência, que está destruindo a Vida!
Quem possui pouco, materialmente, e se encontra desestruturado psico-profissionalmente, procura avançar em quem, mercê de trabalho e condições educativas, conseguiu juntar bens e posição social.
Com base em estudos comportamentais e políticos (o que é redundante!), economistas severamente preocupados com esta temática, moldaram o perfil do NOVO CICLO ECONÕMICO, sem copiar, evidentemente, os pruridos da cartilha de Karl Marx, pois este debita toda desigualdade social e exploração dos trabalhadores à mera figura do Capital, como se fosse realmente a causa de todos os males.
Se perguntarmos aos  economistas chineses atuais eles responderão, com certeza, que o Capital nada mais é do que um instrumento destinado à humanização do trabalho, com reflexos, óbvios, no bem-estar da comunidade, assumindo, assim, indiretamente, condenação aos marxistas.
A Associação de Lojistas, Usuários, Empresários e Profissionais do Brasil –ALBRÁS-, que Ame Fundação Mundial de Ecologia apresenta  é a chave para conquistas citadinas, perseguindo variantes de difícil solução por parte da administração pública, tanto municipal como estadual ou federal.
Os objetivos do anteprojeto estatutário atingem plenamente tudo quanto uma associação cooperativista pode fazer pela redenção da economia política brasileira e chegam ao civismo ético/moral ecopolítico.

 OBJETIVOS PROPOSTOS
I-Defender os interesses comuns de seus associados em todas  as múltiplas atividades 
II-Pugnar pela harmonia no comércio, junto a usuários, empresários  e profissionais, no âmbito de sua atuação.
III-Estabelecer diretrizes e contratos com entidades afins visando objetivos meramente estatutários, para o progresso constante das classes defendidas pela Associação.
IV-Contatar diretamente com o SPC-Serviço de Proteção ao Crédito para ampliação do serviço entre seus associados
V-Firmar parceria com cooperativas de consumo e crédito, buscando facilitar a vida de seus associados, especialmente no campo de operações de crédito, quando pugnará por juros reais, diferentemente do sistema bancário utilizado pelos grandes bancos.
VI-Exercer constante atuação a favor de fiscalização em torno de produtos de consumo, pugnando pela lisura e aprimoramento ecotoxicológico de todos os itens necessários que se destinem à população, assim como os referentes às normas de qualidade junto à ABNT.
VII-Acompanhar e aconselhar trabalhos que visem a legalidade comercial e empresarial, assim como a conservação e embelezamento de ruas, praças, estradas, jardins, monumentos e sítios de beleza notável, conforme listados no Código Civil, com estrita obediência à Constituição Federal, de 1988.
VIII-Reunir subsídios que ajudem a população em seus aspectos de trabalho e lazer
IX-Ajudar a combater o desperdício de artigos, alimentos, estabelecendo campanha de reciclagem e outras.
X-Colaborar, de forma intensiva que  possam ajudar efetivamente com programas de saúde pública, saneamento básico e combate à  poluição sob  múltiplos aspectos.
XI-Dentro do Estado de Direito, colaborar com normas jurídicas indispensáveis à estabilidade econômica e  social do país, com especial atenção aos aspectos defendidos pelos Estatutos dos Idosos, da Juventude, das Mulheres e das Crianças, com vistas a fortalecer o sentido cívico dos cidadãos
XII-Manter cursos de artes, artesanato e profissionais para seus associados e pessoas interessadas.
XIII-Firmar convênios com entidades médicas ou planos de saúde para os associados
XIV-Pactuar com empresa seguradora visando assegurar previdência privada aos associados.
XV- Estabelecer convênio com produtores de alimentos saudáveis, ou arrendar terras com esta finalidade.
XVI –Instituir  o cartão corporativo para os associados, quando gozarão de descontos  nas compras ou serviços
XVII- Estabelecer um Balcão de Empregos
XVIII-Firmar convênio com despachantes, visando obtenção de passaportes e facilitação em viagens
XVIX – Firmar parcerias com  programas de habitação a fim de cooperar na entrega de moradias populares
XX- Estabelecer convênios com clubes de lazer
XXI-Montar banco de dados para produtos de outros estados, além de importados e firmar convênios para exportação
XXII-Colaborar extensivamente  com todos os municípios brasileiros para que a federação
lhes destine maior fatia na distribuição do bolo tributário
XXIII-Patrocinar a cultura e artes em geral, mediante publicações e exposições de artes, saraus musicais  e extensa divulgação cultural.
XXIV-firmar convênios com  creches para filhos dos associados, ou instituí-las, na medida de recursos, ou com participação de outras entidades.
XXV-buscar difundir e ensinar a língua brasileira –TUPI- nas escolas municipais, estaduais, bem como através de cursos.
XXVI-incentivar e buscar a prática de todas modalidades esportivas.
XXVII-pugnar pelo ensino filosófico-religioso em escolas, bem como em cursos particulares, visando a formação moral dos cidadãos.

Contato para novas ideias, sugestões ou apoio:
AME FUNDAÇÃO MUNDIAL DE ECOLOGIA – amefundacao@gmail.comamefundacao@uol.com.brpaioli@estadao.com.br

 telefones 11-4703-2636 – 4614-7828 – 97235-3005 – 97376-3404
Share this article :
 
Design Template by panjz-online | Support by creating website | Powered by Blogger